quarta-feira, 4 de junho de 2008

Paulão Doidão

Paulão era trabalhador, tirava apenas meia hora para almoçar,
na marmita dele havia um pão com dois hamburgão,
e um leite geladão.
Paulão gostava de badalação, na apresentação da escola queria aparecer.
Paulão não tinha nenhum dom,
nem para bolar uma canção.
"Paulão tome cuidado, lhe dizia sua vó,

não gaste todo seu dinheiro no forró.
Meu Deus quando esse moço vai crescer?".
"Paulão precisa mesmo se casar,

casar para criar juízo e me respeitar.
Não faça careta do que eu estou lhe dizendo, Paulão,
senão seu avô vai te bater!" Dizia-lhe sua "irmanzona".
Paulão finalmente percebeu que não tinha nenhum dom,

então político ele resolveu ser,
"Paulão, Paulão para presidente!".
Um dia com a esperança por um fio, a presidência da república ganhou.
Paulão sabia que era importante ser o presidente do Brasil.
Sua vida já não é como era antes,
passou a fome, passou o frio e até um trote ele passou.
Paulão, com essa cara de que mente, agora é presidente,

carinha indecente e na boca não possuí nenhum dente,
como um carinha desses virou presidente?
Mas isso não importa Paulão agora é presidente!

Nome: Milena Neves Domingues 7ªA

Um comentário:

Colégio Elias Zarzur disse...

Parabéns, seu texto foi aprovado...